Leitura e prazer

Lemos, gostamos, então concordamos. Mas leitura também pode significar correr riscos, descobrir o diferente. Está preparado?

Dizer que um/a autor/a é bom/boa tem significado, em geral, dizer que ele/a confirma a maior parte das ideias de quem emite o juízo. Ou pelo menos não confronta tanto, não se opõe, não desbanca. Portanto, um livro bem realizado ratifica expectativas, confirma julgamentos e amplia o alcance das ideias compartilhadas.

Quando pedimos a alguém uma recomendação, previamente sabemos o que acontecerá, não qual será a indicação, mas em que sentido será a orientação, pois afinal do mesmo modo não buscamos, no mais das vezes, confronto quando recorremos aos livros. E esse alguém é sempre definido com ou sem consciência prévia ao pedido, pois recorremos a quem confiamos, isto é, em quem não nos colocará em mares revoltosos na travessia, por exemplo, de 300 páginas.

Ler, no entanto, pode ser também um momento reflexivo intenso e profundo, no qual nos dispomos a correr riscos, descobrir o radicalmente diferente, a revisar as perspectivas, a reconsiderar escolhas, preferências, a suspender os juízos, a tranquilizar-se para gozar de novo modo do prazer da imersão na obra.

Uma das maiores satisfações que a leitura pode nos reservar nos dias que correm é a de reaprender a andar muito lentamente, como quem mentalmente copia na lembrança com esmero e delicadeza as paisagens que a narrativa desenha, como quem ouve uma voz antiga e suave contando o que mais gostaríamos de ouvir e, no entanto, não sabíamos ainda.

Links adicionais

1. Denilson Cordeiro já escreveu para o SQS! Em Estudantes e “vida social” ele falou sobre as mudanças que a universidade pode provocar em quem está ingressando no meio acadêmico.

2. Crédito de imagem destacada: martinak15 via Visual Hunt / CC BY.

3. Crédito de imagem do cabeçalho: Ed Yourdon via Visual Hunt / CC BY-NC-SA.

Denilson Cordeiro
Graduado e doutor em Filosofia pela Universidade de São Paulo. Ex-jogador de futebol, ex-feirante, ex-balconista (em loja de discos) e ex-florista. Atualmente a Universidade Federal de São Paulo tem seu passe e lá, dizem, tem sido professor de Filosofia.

Autor Convidado

Autor Convidado

O blog Só Que Sim conta com a colaboração de vários amigos e leitores que compartilham aqui seus textos e ideias.

%d blogueiros gostam disto: